Coralizar

​​

​​Fotos: Pedro Pereira/PCR

Em busca de soluções para o impacto das mudanças climáticas, oInstituto Neoenergia e o WWF-Brasil realizam o Projeto Coralizar, uma iniciativa que tem como objetivo tornar a restauração, manutenção e a adaptação dos recifes de corais uma agenda prioritária no Brasil, além de engajar diversos atores sociais em prol da preservação dos oceanos.  
 

O Brasil é um dos países com reservas biológicas mais ricas do planeta e o Coralizar atua nas áreas da APA Costa de Corais e do Atol das Rocas, na costa de Pernambuco, que se destacam por sua importância ecológica no abrigo, alimentação e reprodução de diversas espécies animais. O que reforça a alta relanvância do projeto para a ciência e a manutenção da qualidade dos ecossistemas locais. 

 
O projeto se divide em dois eixos estratégicos principais que são: o desenvolvimento de uma metodologia de restauração de corais, focado em duas espécies nativas construtoras, a Mussismiliaharttii e aMilleporaalcicornisessas espécies são fundamentais para a qualidade do ecossistema marinho e por isso foram escolhidas pelos cientistas 

O outro eixo é o incentivo a pesquisa em recifes mesofóticos (águas profundas, acima de 150m de profundidade). Tudo isso, aliada a disseminação de conhecimento para a sociedade científica e civil e o fomento de novos modelos de negócios que pautam a sustentabilidade dos nossos oceanos fazem do Coralizar um projeto inovador.  

 

O Coralizar é uma parceria do Instituto Neoenergia com o WWF-Brasil, uma organização da sociedade civil brasileira, de natureza não-governamental e constituída como associação civil sem fins lucrativos que trabalha para mudar a atual trajetória de degradação ambiental e promover um futuro onde sociedade e natureza vivam em harmonia. 

Eu quero:

Compartilhar no: